.

quarta-feira, 2 de julho de 2008

BORDADO NO CÉU___NÁDIA MARA (NANA PEREIRA)


Com uma fina linha prateada

vou bordando a minha vida:

Separo o dia e a noite,

entre uma estrela e outra,

palavras amorosas,

uma casa no céu,

arrumo as flores

em cima da mesa,

Bordo uma vassoura mágica

para varrer o pó das estrelas,

danço no meio das nuvens,

como um pássaro que fugiu

de uma gaiola dourada.

Bordo uma estrela cadente,

faço um pedido bem simples:

- que você viva algum dia

dentro do meu coração...


Nana Pereira

3 Comentários:

  • essa poesia é simplesmente linda!

    Por Blogger Sonia, às 7 de julho de 2008 05:53  

  • nádia-nana
    tenho lido seus textos... todos são banhados de uma delicadeza poética, de sensações tão prementes, tão vivas, latentes... uma poesia de uma mulher que sabe olhar através dos sonhos, das janelas, dos horizontes perdidos,lúdicos e também sonhados...
    meu afeto e profunda alegria em poder conhecer uma poeta como vc!
    gigi pedrosa

    Por Blogger gigi pedroza, às 16 de outubro de 2008 17:25  

  • Adorei suas poesias!!! Parabéns, amiga sonhadora...
    beijossss

    Por Blogger teresa, às 3 de setembro de 2009 10:09  

Postar um comentário

<< Home