.

terça-feira, 18 de novembro de 2008

DANÇAR NA POESIA____GRACIELA DA CUNHA


Vamos dançar com a sinfonia do vento
E pôr os passos com toda a harmonia
Com todas as poesias nas pontas dos pés
Dançar riscando todas as letras multicores

Que as palavras sejam desenhadas no espaço
Como estrelas cintilantes salpicadas no céu azul
Vamos dançar na poesia e tirar toda a tristeza
Na noite clara com pequenos flocos de nuvens

Dance com a leve brisa cobrindo seu rosto
Passo a passo na aurora boreal da madrugada
Dance sozinha, na rua ou no meio da multidão
Se vista de vestido vermelho cor da paixão

Comece a se mexer e sinta o prazer de se balancear
Se entregue a música e deixe seu corpo flertar com você
Faça um baile no prazer da vida e deixe-se embalar pela música
Dance e viva a poesia dançando, erga as mãos e abrace a vida.


Graciela da Cunha

4 Comentários:

  • Sandra
    Sem palavras, esta lindo.Obrigada.
    lindo mesmo...
    Você é uma pessoa de uma alma linda e irmã.
    bjos em seu coraçao de mel.
    Graciela

    Por Blogger Meus Riscos, às 18 de novembro de 2008 07:44  

  • Linda Eu Te Amo ,bom ler tuas poesias amiga vc é espeial
    Bia

    Por Blogger F@d@ Br@nc@, às 18 de novembro de 2008 07:51  

  • Querida,todas as vezes que tinha oportunidade de ler teus poemas,ficava pensando comigo:
    -Queria muito poder ter esta pessoa sensível,no meio de minhas amigas, tenho tantas poetas as quais amo e admiro.Fiquei feliz,quando pude ter você,receber seus poemas,seus contos e acima de tudo sua linda presença,irradiando luz,e amor!

    Bem haja,querida!
    Parabéns,por mais esta linda homenagem que lhe prestam merecidamente!

    Receba, meu carinho e minha admiração.

    Por Blogger Dolores Quintão Jardim, às 18 de novembro de 2008 10:34  

  • Ficou maravilhosa esta página do Rebate com teus poemas e tuas fotos!
    Aprecio muito o teu poetar e acho mais do que merecida essa homenagem de Sandra! Beijos amiga!
    Ana Wagner

    Por Blogger ana wagner, às 18 de novembro de 2008 14:13  

Postar um comentário

<< Home