.

terça-feira, 5 de fevereiro de 2008

LIBERDADE___MELL GLITTER

Liberdade, me acorrente à você!
Me torna escrava do teu prazer.
De tí quero é mais me viciar
e da tua loucura, enlouquecer!


Vou te tatuar em meu corpo,
que é para estar sempre em mim!
Pouco me importa o seu começo,
desde que não tenhas fim!


Me domina e meu guia,
sem se importar em errar.
Ah,liberdade!Abro prá você a minha vida.
Agora só restas entrar!


Quero voar com os pés nos chãos,
chutar baldes, pular muros.
Fazer o que der vontade,
sem se importar com o futuro!


Vou mostrar a língua prás regra
se viver fora dos padrões.
Só farei o que der na telha,
e minha alegria lançará rojões.


Vou dar um pé na bunda
de tudo que me deixa presa.
E largar mão dessa vidinha
tão antiquada e tão besta.


Viverás à plenos gozos,liberdade!
Pois, livre te deixarei!
Prá que vivas à teu gosto,
à esta vida que me amarrei.


(Mell Glitter)

2 Comentários:

  • O teu poema sobre a Liberdade me remeteu a lembrança de um versinho dos tempos de adolescência, principalmente no momento em que dizes que deixará a Liberdade livre. Ei-lo:
    "Se amas alguém, deixe-o livre.
    Se for teu voltará, se não voltar é porque nunca foi".

    Por Blogger Cicera Maria, às 6 de fevereiro de 2008 13:40  

  • Minha querida amiguinha
    seus poemas são uma beleza
    amigo gosto de todos eles
    parabéns. Um grande beijo da amiga Dora
    A Sandrinha
    Resolveu nos presentiar
    também
    fez-me um presentinho igual
    veja logo a seguir.
    Beijos da amiga Dora

    Por Blogger Dora Dimolitsas, às 6 de fevereiro de 2008 16:01  

Postar um comentário

<< Home