.

terça-feira, 23 de setembro de 2008

ENTRE ESTRELAS E SONETOS___VALLENTINE (POETISA MENOR)

Photobucket




Atravesso mais noite contando estrelas
debruçada nestes sonhos que cintilam
em folhas soltas de poesias por relê-las
onde tuas fragrâncias poéticas se exalam.

Quero viajar nas entrelinhas destas cartas
sonhos curtidos ao crepúsculo da estrada
Quero sentir o amor bater a minha porta...
e correr várzeas como tua eterna amada.

E ao recontar os muitos raios e as estrelas
sob o divino e doce brilho da lua que flutua
ouvir a sinfonia de amor silenciando falas.

E mais uma vez desnudar em luz o teu soneto
Adentrando o teu ser em sonho apaixonado
e no teu peito finalmente me aquieto e deito.


De: Vallentine ( poetisa menor )

1 Comentários:

  • Vallentine, gostei por demais dos teus Poemas e honestamente como a Própria Sandra disse, você é GRANDE mesmo tentando se passar por pequena.

    e cabe aqui uma frase que fiz que diz assim: "O bom poeta não se acha, os outros o encontram" (MF).


    Beijos Marçalíssimos e continue sempre assim.

    Por Blogger MARÇAL FILHO "Poesias e Outros", às 2 de março de 2010 06:50  

Postar um comentário

<< Home