.

quarta-feira, 6 de abril de 2011


FLOR DE MISTÉRIOS

Com que forma falar-te de amor
nesse sentir de ofensas?
Nem lágrimas, nem coração, nem sangue
há de ter no seu corpo, nem tremor
há nos teus olhos! O cristal;
uma seiva de água clara, nem dor
podem vencer os teus gestos, nem sal
há de ter na sua face expressão.

Com que forma esperar-te desejos
nesse louco sentir em brasas?
Nem pele, nem aroma, nem instante
há de fazer sentir a alma, nem paixão
há de murmurar alguém! O medo;
um êxtase de serenidade, nem confuso
nas noites de luar branco, nem horas
há de fazê-lo fúteis segredos.

O que há de certo modo oculto
nos teus olhos de mistérios, nem flor
há de ter fragrância em seus dedos!

(Poeta Dolandmay)


Comunidade Dolandmay Vida e Amor
Clique Aqui!



*Direitos Autorais Reservados*

2 Comentários:

  • DEIXO AQUI O SEUS DIZERES ANJO :BEIJO-LHE A ALMA !DEUS LHE ABENÇÕE HOJE E SEMPRE OBRIGADO POR EXISTIR!

    Por Blogger Maria do Carmo, às 6 de abril de 2011 09:04  

  • AO POETA DOLANDMAY.

    Que foi abençoado com a luz do bem querer,do bem amar!

    Em cada caminho que passa, deixa a luz do cósmico, a luz do seu amar...

    Que é sempre uma constante força divina de seu lindo coração.

    O que produz as variedades em suas obras literárias é o amor,

    Que divide com seus leitores em seus poemas, versos e vídeos,

    Áh! não teria como expressar tamanho sentimento de emoções,

    pois é tudo tão belo,tão maravilhoso,

    Poeta Dolandmay...que prazer imenso em ter sua amizade !

    Eu só posso te dizer ... obrigada amigo .

    Adoro você !!! sempre ... ////REGINA AMARAL////

    Por Blogger regina, às 6 de abril de 2011 19:14  

Postar um comentário

<< Home