.

quarta-feira, 19 de dezembro de 2007

Izabel Dias


Izabel Dias é paulista nascida em Mauá.Atualmente reside em Guaratinguetá/SP.Sempre adorou poesia, mas descobriu há pouco tempoesta magia de falar em versos.Formada em Ciências Econômicas, Automação de Escritórios e Secretariado.Está iniciando seu vôo na poesia.
Sempre Menina
Quando menina
com medo do lobo mau,
quisera crescer
pra ser igual a mim...
Ah! Se eu soubesse
que crescer dói bem
mais que o medo
Que sentia...!
Vou me esconder
da mulher de hoje,
e, sem medo,
encontrar-me
na menina que
ainda vive em mim...
Izabel Dias
.................
Tristeza
Tem dias que a tristeza
vem dissimulada...
Pega carona na brisa suave,
Chega de mansinho...
Se encontrar uma fresta,
transforma-se...
Vira furação,
Arrebenta fechaduras
Escancara todas as portas...
A alma se vê nua
Com vontade de chorar,
Desamparada,
Solitária a soluçar...
A calma chega.
Os soluços diminuem,
Olhos inchados,
Cansados.
O sono corre pra ajudar,
Mas sinto frio,
Quisera um cobertor
Pra aquecer minh'alma;
Vou procurar no sonho.
Amanhã será outro dia,
Prometo não chorar...
Izabel Dias

1 Comentários:

  • Olá querida amiga! Fico imensamente feliz de estar aqui em teu blog, foi uma linda surpresa, muito obrigada de coração.Eu nunca escrevi antes; sempre devorei livros, mas não me imaginei escrevendo,até conhecer o poeta Tadeu Paulo que me incentivou e me via com olhos de poeta, então resolvi rabiscar, mas confesso que poeta de verdade é ele, meu mestre querido e claro, você e muitos outros que estão por aqui.
    Novamente, obrigada pelo carinho.
    Beijos no seu coração.

    Por Blogger Bel, às 20 de dezembro de 2007 18:46  

Postar um comentário

<< Home